De Pedro Chagas Freitas

O que morre primeiro: não amar ou amar demais?

1 comentário: